O BPI e a Fundação “la Caixa” lançam a 8ª edição do Prémio Seniores, um prémio para apoiar projetos que promovam o envelhecimento ativo, saudável e em casa, de pessoas com idade superior a 65 anos em situação de vulnerabilidade social.

O valor do Prémio Seniores é de 750 mil euros e podem candidatar-se todas as instituições privadas sem fins lucrativos que apresentem projetos sólidos e inovadores nesta área.

Criado em 2013, o Prémio Seniores atribuiu 4,5 milhões de euros a 194 projetos.

Candidaturas

De 17 de março a 20 de abril (até às 23h59).

Cada entidade promotora só pode apresentar 1 candidatura por Prémio, candidaturas a 2 Prémios e só poderá ser premiada uma vez em cada edição.

Na edição 2020, são 5 os Prémios que se distinguem entre si, pelo seu âmbito de atuação – Prémio InfânciaSolidário, Seniores, Capacitar e Rural.

A quem se destina

A todas as instituições privadas sem fins lucrativos, com sede ou delegação legalmente constituída em Portugal ou com núcleos com autonomia comprovada, há pelo menos um ano, com projetos que visem a melhoria da qualidade de vida e a igualdade de oportunidades de pessoas com mais de 65 anos em situação de vulnerabilidade social.

Prémio

O apoio financeiro poderá ser até 85% do custo total do projeto, com os seguintes limites máximos de comparticipação:

Apoio1 ano2 anos
Sem parceria40.000€80.000€
Com parceria60.000€120.000€

Critérios de avaliação

Todas as candidaturas serão avaliadas e selecionadas de acordo com os seguintes critérios:

  • Qualidade – tendo em conta a experiência da instituição e programação do projeto;
  • Sustentabilidade – com base na solidez económica da entidade e adequação dos recursos do projeto;
  • Relevância – tendo em conta a inovação e impacto social esperado.

Terão valorização adicional candidaturas que apresentem projetos com as seguintes caraterísticas:

  • Em parceria com uma ou mais entidades – em que a complementaridade permite otimizar os recursos do projeto;
  • De humanização da saúde – em especial projetos que promovam o apoio a cuidados paliativos, sendo esta uma das prioridades da ação da Fundação “la Caixa” em Portugal.

Ações prioritárias

São consideradas prioritárias para efeitos de seleção de candidaturas as ações que visam solução para os seguintes temas:

  • Envelhecimento saudável – assegurar necessidades básicas e promover a humanização da saúde em situações de sofrimento;
  • Envelhecimento ativo – fomentar ações que retardem a degradação física, cognitiva, emocional e social;
  • Envelhecimento em casa – promover serviços domiciliários, transporte, apoio a cuidadores, segurança e apoio com ajudas técnicas.